vape foi criado para que as pessoas parassem de utilizar o cigarro convencional. Isso aconteceu pelo fato de o cigarro convencional ser uma das maneiras criadas para administrar a nicotina. No entanto, o cigarro não é somente formado pela nicotina, mas sim pelo alcatrão e pelo monóxido de carbono, sendo estes motivos de entrar em alerta, pois o alcatrão é uma mistura complexa de vários compostos maléficos à saúde, com cerca de 4 mil compostos químicos, e o monóxido de carbono por sua vez é um gás originado de uma queima de inúmeras substâncias responsáveis por encadear asfixia e estar relacionado à doenças cardiovasculares, respiratórias e cancerígenas. Para o usuário ter acesso à nicotina, por meio do cigarro convencional, deve ser feita a combustão do material, ocasionando a inalação de várias outras substâncias prejudiciais ao corpo, além do fato de que grande parte dos fabricantes de cigarro adicionam inúmeros conservantes em seus produtos, aumentando ainda mais o nível de dependência do usuário.
Além disso, o cigarro não ocasiona só problemas pulmonares, ele causa mau hálito, debilita o sistema imunológico, aumenta o risco de ataques cardíacos e derrames, inflamação da gengiva, perda de dentes, diminui o paladar, entre outros inúmeros problemas. E, além dos problemas de saúde, o cigarro causa problemas na aparência e nas relações interpessoais, por conta da sua fumaça que tem um péssimo odor, e, com isso, muitas pessoas tendem a ficar distantes de usuários fumantes, pois a roupa e os cabelos ficam com um cheiro desagradável de cigarro deixado pela fumaça. Ainda, apesar de não fumar diretamente, existe o fumante passivo, que convive com pessoas que fumam o cigarro e também sofrem com os efeitos do tabagismo, por estar inalando indiretamente a fumaça.
Quanto ao cigarro eletrônico, ele foi criado para que as pessoas trocassem o cigarro convencional, como mencionado anteriormente, por um produto que não realiza a queima do tabaco e a produção de fumaça, mas sim a produção de vapor, que é menos prejudicial. E, em relação ao acesso à nicotina, o usuário irá adquiri-la por meio um e-liquid, que é a “essência” utilizada nos cigarros eletrônicos, produzida com produtos da indústria alimentícia e com adicionais como nicotina e saborizadores. Posto isso, como os níveis de nicotina dos e-liquids são variados, a pessoa que deseja parar de fumar pode escolher um kit inicial de cigarro eletrônico com e-liquid que tenha alto teor de nicotina, e, ao passar do tempo, ir diminuindo até que chegue a um teor de 0 nicotina. A quantidade de nicotina utilizada vai depender da necessidade do usuário, e, para quem deseja largar o cigarro convencional, é interessante que se tenha um controle maior em relação ao uso da nicotina. Ainda, por não haver queima de nenhum tipo de material com o cigarro eletrônico, o usuário não irá inalar outras substâncias nocivas à saúde e não precisará se preocupar com a fumaça que deixa odor nas roupas e no cabelo, pois o que estará inalando é apenas o vapor de glicerina vegetal e aromatizantes (que dão cheiro e sabor à sua vaporização) produzido por uma resistência aquecida por meio de uma corrente elétrica.

Como funciona um cigarro eletrônico?

Existem vários tipos e formatos de cigarros eletrônicos, com diversas marcas, cores, potências e tamanhos, porém, seu funcionamento é semelhante em todos. Os cigarros eletrônicos são comumente divididos em: kit inicial ou Starter kit com mod e atomizador blindado; kit avançado, com atomizador reconstruível; kit profissional, com mod potente e atomizador; e pod que é um vaporizador de líquido compacto e prático.
.
 
- O Mod é a unidade onde se conecta o atomizador e as baterias, geralmente possui um painel de controle para fazer a configuração de seu aparelho
 
-  O Atomizador é a parte do cigarro eletrônico ou vaporizador de líquido, onde se coloca o e-liquid, a resistência e o algodão/coil head(resistência pronta). As variações de quantidade suportada de eliquid dependem de cada fabricante e modelo.
 
- O Pod é vaporizador compacto semelhante ao cigarro eletrônico, e foram criados para fumantes que estão querendo entrar no mundo vaping.
 
- Existem ainda os cigarros eletrônicos all in one (tudo em um), em que o Atomizador e o Mod estão no mesmo corpo, e, normalmente a bateria é selada, tendo como vantagem a praticidade.
 
cigarro eletrônico funciona a partir do momento que aquece a resistência do atomizador, a qual está coberta por um algodão encharcado de e-liquid, e com o aquecimento, este líquido vira vapor, o qual será tragado pelo usuário, não havendo a queima de material e nem a existência de compostos nocivos à saúde. Ainda, você pode conferir como funciona os vaporizadores de líquidos e ervas, aparelhos semelhantes aos cigarros eletrônicos, mas com a diferença do material utilizado no lugar do eliquid.
 

Cigarro eletrônico faz mal?

Algumas pesquisas feitas na Europa e nos Estados Unidos mostraram que existem muito mais benefícios do que malefícios em usar os cigarros eletrônicos. Isso pelo fato deles não produzirem fumaça, ou seja, em sua grande parte não há queima (combustão), sendo então produzido vapor, e também por não obterem compostos químicos, que são os maiores causadores de doenças pulmonares. Além disso, a nicotina líquida e os sais de nicotina (Nic Salt), que são as formas de nicotina mais utilizadas nos vaporizadores, são mais voláteis e de rápida absorção, e, ao vaporizar, a nicotina entra diretamente no seu organismo, não realizando a produção de monóxido de carbono, fazendo com que você solte apenas o vapor com resíduos de propilenoglicol, glicerina vegetal e aromatizantes, e, pelo fato de a nicotina ser inteiramente absorvida no organismo, não há preocupação em causar malefício às pessoas que estão ao seu redor. Mas, também tem os casos em que algumas pessoas optam para o uso de e-liquids sem nicotina, utilizando o cigarro eletrônico apenas para recreação. Vale lembrar, que, ao utilizar o vaporizador de líquidos, você deixa de causar malefícios a sua saúde e à saúde de outras pessoas, e com o cigarro eletrônico você não produz monóxido de carbono, causador do câncer, e também não exala nicotina como o cigarro comum, não fazendo mal às pessoas que você ama.